Uma carta sobre metas

15 de fevereiro de 2018
crédito: https://www.instagram.com/guilherme_bandeira/

Sou uma das pessoas que tiveram a oportunidade de alimentar um sonho desde tenra idade. “O que você quer ser quando crescer?". Não importava quantas coisas mais legais aparecessem na minha frente, ser veterinária sempre ia vir como primeira opção e isso ia sim ser realizado, independente do que viesse a acontecer, nada ia me impedir. 

Projeto: Cartas - olhe além da caixinha

14 de fevereiro de 2018

Nesse 2018 eu queria participar de algum projeto que envolvesse posts no blog e conexão de sentimentos. Foi aí que eu lembrei de todas as experiências que tenho com cartas, como é mais fácil expressar meus sentimentos através delas e, instantaneamente, também lembrei de um projeto que tive vontade de participar há uns anos.


O projeto consistia em escrever uma carta por mês, mas eu não lembrava, de jeito nenhum, qual era o blog que tinha a lista e fui perguntar da Nina, que participou na época. Ela lembrava. (Nina, você é adolarablê) . 


Tcharam!!

01/18 - Dê nome aos seus elefantes

30 de janeiro de 2018
https://gratisography.com/#urban

Ano passado fiz alguns posts de resumos semanais, mas achei que não estava sendo tão produtivo como pensei que seria porque eu não sou de fazer muitas coisas por semana. Então, resolvi fazer resumos mensais, contando histórias sobre mim e o que fiz no mês, são coisas que gosto de compartilhar com vocês e acho também que dá mais espaços para vocês contarem suas histórias

Tartarugas até lá embaixo, de John Green

13 de janeiro de 2018
SINOPSE: Depois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, John Green, autor do inesquecível A culpa é das estrelas, lança o mais pessoal de todos os seus romances: Tartarugas até lá embaixo.
A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).  
Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, transtorno mental que o afeta desde a infância –, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.

"Parta corações, mas não quebre promessas."

O ano mudou mas você continua a mesma pessoa

7 de janeiro de 2018
foto: Tohm Brigitte

Em pleno dia 07/01 o "feliz ano novo" ainda vale? Porque... FELIZ ANO NOVO

Que eu me lembre, sempre tive comigo que o início do ano era um presente que o universo nos dava para reiniciar, de uma certa forma, a nossa vida; como se na manhã do dia primeiro de Janeiro nós fossemos abrir a porta e tivesse um saquinho com novas oportunidades, mudança de vida, coragem, e seja lá mais o que estivéssemos precisando.