30 de maio de 2017

Reinos Esquecidos, de Ítalo Oliveira


SINOPSE: "E se nem todas as princesas fossem boas? E se os vilões tivessem bons motivos para serem maus? E se nem todo conto de fadas tivesse um final feliz? Você acreditaria? Uma rainha vingativa. Uma garota que só tem até a meia-noite para sonhar. Uma caçadora em busca de cura. Uma princesa que luta para salvar seu amor, mas será que ele é seu amor verdadeiro? Às vezes um beijo pode te acordar das sombras, outras vezes, ele pode te levar a escuridão mais profunda. O veneno é mais forte que a magia? O amor é capaz de vencer o mal? Esqueça tudo o que você acreditou, e descubra a verdade esquecida por anos.
Embarque em uma aventura cheia de mistério, romance e magia. Conheça o outro lado da história, contado por aqueles que não tiveram um final feliz. Você verá que nem todo o príncipe veste armadura, e nem todo o caçador veste calças. Você verá um lado dos contos de fadas nunca explorado. Está pronto para conhecer a história que foi esquecida pelo tempo? Está pronto para conhecer os reinos esquecidos?" 


O Reino de Akantha ganha uma princesa. A Rainha Phillyp acabara de dar a luz à linda Adara, sua filha com o Rei. Mas um encontro inesperado acontece, Rumpelstiltskin aparece logo após o nascimento da princesa, cobrando o que a Rainha tinha lhe prometido no passado,  que em troca de riqueza e poder ela lhe daria seu primeiro filho. Desesperada, a Rainha não vê outra saída e oferece sua alma a Rumpelstiltskin, poupando a vida da princesa.

Adara, chamada pelo povo por Branca de Neve, tem toda a beleza, delicadeza e amor de uma princesa. Cresceu no castelo junto com seu pai, o Rei Frederich, que casou com Raven, sua madrasta e mãe de Sebastian. Raven nutri apenas um sentimento pelo Rei e a Princesa: Interesse.

Quando o Rei decide fazer um baile para comemorar o aniversário da Princesa, a Rainha vê uma ótima oportunidade para conseguir um pretendente para a Adara, assim casaria e viveria longe do Reino, e ela poderia colocar seu plano em prática. O que não sabe é que a Princesa Adara é apaixonada por Liam, filho de um dos empregados do castelo e com ele que ela pretende se casar.

E, a notícia do baile real chega ao Reino de Aglaia, onde mora o Príncipe Landen, acostumado com tudo que a nobreza lhe oferece. Em uma das cavalgadas com o seu cavalo, Landen ouve um cantoria suave não muito distante. A dona da linda voz é Evangeline, tratada pela sua madrasta e filhas como se fosse uma empregada doméstica, ou seja, a Cinderela.

Assim, até o fim do segundo capítulo, os personagens continuam com as características dos contos de fadas originais: a madrasta má, o rei bom, a princesa linda e amorosa. Apesar de algumas terem sido alteradas, ainda assim senti que a história estava apenas sendo reescrita porque os personagens baseados já carregam no nome aquela característica do conto de fadas, que o autor preservou e destacou em “Reinos Esquecidos”. O único destino mudado foi o de A Bela e a Fera, que a rosa, ao invés de estar no jardim da Fera, agora está no jardim do Rei Frederich.

E eu, leitora, me senti familiarizada com o começo de "Reinos Esquecidos" por causa dos motivos citados acima. Me fez pensar que eu poderia, naquele momento da leitura, desvendar como seria o final.

Felizmente, na sinopse o autor dá a esperança que haverá uma reviravolta para os personagens. Que eles irão assumir um posicionamento próprio, diferente da tradicional, mudando o "felizes para sempre". E é exatamente a curiosidade em saber se isso acontecerá no desenvolvimento da história que acredito que fará o leitor a continuar.

A história tem uma ótima proposta, tudo para ser surpreendente. Então, espero que o autor não venha decepcionar e tornar a história previsível como senti nesses primeiros capítulos. 


Redes sociais do autor: Facebook | Page | Instagram 
Redes sociais da editora: Page |  Site



                                                       Create a dream.

10 comentários:

  1. Olá!
    Eu adoro conto de fadas reescritos de uma forma diferente, mas eu senti, lendo um pouco da sinopse que ele é apenas isso, como você disse, algo reescrito, mas sem muitas diferenças com a história original. Achei interessante essa ligação dos contos, isso eu gosto muito, como acontece em filmes da Marvel por exemplo, acho que esse fato deixa tudo mais interessante, esse é o motivo por eu ter ficado interessada na história, mas eu espero que essa questão da reescrita não me incomode, quero algo novo hahaha.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii. Nos primeiros capítulos é essa impressão que fica, mas como disse parece que vai mudar :) Que algo novo venha \o/

      Excluir
  2. Oii, Ka! Tudo bem?

    Eu acompanho o Italo há um tempinho já, mas infelizmente ainda não tive oportunidade de conhecer a escrita dele. Eu gosto demais desse estilo de história, onde os contos de fadas tradicionais, ganham uma repaginada, e nos deparamos com uma história nova, com nossos velhos personagens favoritos.

    Pretendo comprar assim que eu puder!

    Abraços,

    Ju
    rainhadaepifania.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juuu. Tudo ótimo. <3 Essa é a primeira vez que tive algum contato com uma história que ele escreveu. Também é um estilo que gosto muito muito.

      Compre e iremos discutir sobre sz.

      Excluir
  3. Oiii,
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas depois de ler a sua resenha, fiquei com muita vontade de ler. Adorei.

    Beijos :**

    Literatura Por Amor
    Top Comentarista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz. Ele já está em pré-venda.

      Excluir
  4. Kah, sua linda!

    Normalmente, esse tipo de literatura não me atrai muito. Eu assisti recentemente aquele filme "A Garota da Capa Vermelha", e percebi que foi uma brilhante recontagem mais "adultizada"(?) do conto clássico. Gostei de tal filme porque ele manteve traços e características originais, porém trouxe um desenrolar e desfecho bem bacanas. Ao ler sua resenha, percebi que, em termos iniciais, o autor se ateve muito à originalidade dos contos, fazendo poucas alternâncias. Mas, pelo que vi da sinopse, ele promete surpresas... Aguardemos o progresso do mesmo.
    Ah, eu não poderia deixar de falar da resenha super bem escrita de forma a atrair os leitores, né?! Já li livros que não pensaria em ler antes de encontrar suas resenhas. Como sempre, essa não foi diferente.
    Parabéns pela resenha e pelo blog.
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê, seu lindo ❤ Você sabe que eu amo esse tipo de literatura. Ainda não assisti esse filme completo, dizem que é muito bom.
      Espero muito pelo progresso da história de Reinos Esquecidos.
      Que amor szszszsz fico muito muito feliz. É sempre um prazer ver você comentando aqui.
      Obrigada sz

      Excluir
  5. Estou completamente apaixonada, já quero ler pra ontem. E que capa mais lacradora é essa minha gente???!!

    ResponderExcluir